O que é Dharma?

O termo Dharma tem muitas possibilidades de tradução, mas podemos traduzir do sânscrito como fator ou elemento, e sua raiz dá o sentido de manter ou segurar. A palavra é explicada em detalhes no Abhidharma, conjunto de explicações profundas sobre as Quatro Verdades Superiores, um dos chamados três cestos, ou Tripiṭaka.

O uso mais conhecido para o termo é ensinamentos do Buda, no contexto budista. A partir dele Dharma adquire um sentido central, de maneira que passa a ser uma das chamadas Três Jóias de refúgio, junto com o Buddha e a Saṃgha, às quais os praticantes budistas se voltam, buscam inspiração e se refugiam.

Aqui, o Dharma são os ensinamentos cujos significados são explicados em aulas e em textos, e também o entendimento que o praticante passa a ter deles, e que passa a deter e manter. Com isso, o Dharma ouvido, lido e estudado passa a fazer parte da experiência de vida do praticante, e mantém suas características de origem, quando foram explicadas. Tendo nascido da compaixão e conhecimento dos Budas, o Dharma entendido tem a capacidade de proteger dos sofrimentos dos três venenos, apego aflitivo, ódio e ignorância.

Texto escrito pela monja Loyane Ferreira, professora do curso de História da Tradição Budista no curso de Graduação Livre em Teologia Budista, disponível para os alunos do ITBC.

Ainda não é nosso aluno? Acesse www.itbc.org.br e faça sua inscrição!

Além do curso de Teologia Budista com suas disciplinas, disponibilizamos para os alunos palestras e mini-cursos nas áreas relacionadas, como filosofia, religião e psicologia.

Disponibilizamos também os Encontros de Vida do Buda, que são oferecidos pela Associação BUDA gratuitamente.

Para saber mais acesse nosso calendário de eventos:

Eventos